Arquivo do autor:falamess

“Banda Daki: 45 anos de fantasia”, no Forum da Cultura

Foi um sucesso a abertura da mostra “Banda Daki: 45 anos de fantasia”, na Galeria de Arte do Forum da Cultura/UFJF. A noite de terça-feira, dia 07, reuniu amigos, artistas e foliões embalados pelas principais marchinhas  dos desfiles da banda que foi fundada por um grupo de amigos, em 1972, no Largo do São Roque em Juiz de Fora/MG.

Confetes e serpentinas resgataram o tom dos tradicionais bailes de fantasia tendo o charmoso casarão do Forum como cenário. Uma noite pra celebrar, recordar e pra entrar para a história! Parabéns, Zé Kodak, o general da Banda Daki, pelo belíssimo trabalho!

Seguem alguns dos registros fotográficos assinados por Franciane Lúcia, Saulo Machado e Messias Matheus.

Zé Kodak, Baby Mancini e Rômulo Veiga

Zé Kodak, Baby Mancini e Rômulo Veiga

Zé Kodak, Beth Ank e Raimundo Faria

Zé Kodak, Beth Ank e Raimundo Faria

Mr. Bean, Fernando Baldioti e Nelsinho Rezende

Mr. Bean, Fernando Baldioti e Nelsinho Rezende

Júlio Zanini, Zé Kodak e Célia Fani

Júlio Zanini, Zé Kodak e Célia Fani

Messias Matheus, Ana da Banda e Franciane Lúcia

Messias Matheus, Ana da Banda e Franciane Lúcia

Márcia Falabella e Sandra Portela

Márcia Falabella e Sandra Portela

José Luiz Ribeiro, Márcia Falabella, Gerson Guedes e Zé Kodak

José Luiz Ribeiro, Márcia Falabella, Gerson Guedes e Zé Kodak

Zezinho Mancini e Jucelio Maria

Zezinho Mancini e Jucelio Maria

Hugo Leonardo, a cantora Sandra Portela e Zé Kodak

Hugo Leonardo, a cantora Sandra Portela e Zé Kodak

Messias Matheus e Sandra Portela

Messias Matheus e Sandra Portela

Zuleide Simão, José Paulo e Adélia Bassani

Zuleide Simão, José Paulo e Adélia Bassani

Raimundo Faria, Marcelo Barra, Edna e Renato Saleme

Raimundo Faria, Marcelo Barra, Edna e Renato Saleme

Íris Lima,Maria Isabel, Sônia Leonel e Zuleide Simeão

Íris Lima,Maria Isabel, Sônia Leonel e Zuleide Simão

A mostra permanece em cartaz até o dia 03 de março e pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 14 às 18h. O Forum da Cultura fica na Rua Santo Antônio, 1112, Centro – Juiz de Fora/MG. A entrada é  gratuita.

Exposição de pinturas homenageia Juiz de Fora

Parque do Museu Mariano Procópio, óleo sobre tela, autoria Irineu Pernisa

Juiz de Fora é o tema da mostra “Viva a Bela”, que ocupa a Galeria de Arte do Forum da Cultura, da UFJF, e reúne obras do acervo tendo como temática espaços juiz-foranos. A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 14 às 18h, até o dia 03 de fevereiro. A entrada é gratuita.

Memórias em pinturas

Artistas da cidade fixaram em telas e serigrafias, alguns espaços consagrados em nossa história. O Museu Mariano Procópio, o Parque Halfeld e a Capelinha do Cristo Redentor são alguns objetos de inspiração que mostram a sensibilidade desses artistas, ao documentar retratos da Princesa de Minas.

São obras em óleo e acrílica sobre tela, assinadas pelos artistas Natale Chianello, Robélia de Carvalho, Maria Tasca, Irineu Pernisa, além de serigrafias de Carlos Bracher, Rogério de Deus, Dnar Rocha, Renato Stehling e Lourival Vargas. Ao todo são 10 trabalhos que revelam detalhes arquitetônicos de prédios da cidade, e também apresentam aspectos pitorescos do cotidiano de Juiz de Fora.

A obra “Algodão”, em acrílica sobre tela, de Natale Chianello, flagra um vendedor de algodão doce sentado em um banco no Parque Halfeld, a cena está presente no imaginário dos juiz-foranos, que frequentam esse espaço público. Na obra “Lembrança do bonde”, o artista Lourival Vargas resgata, na pintura em óleo sobre tela, a cena da passagem do bonde pelas ruas do Bairro São Mateus.

O presente, óleo sobre tela, autoria Robélia de Carvalho

Museu Mariano Procópio, óleo sobre tela, autoria Maria das Dores Tasca

15554785_1319625721410476_325689545_n

Presépio: uma das maravilhas do Natal

Você é daquelas pessoas que gosta de comemorar o Natal? Eu adoro e acho que o Natal é a melhor comemoração do ano. As decorações, o clima festivo, as cantatas e as reuniões familiares me encantam!

Além do consumismo e das comilanças, Natal é um momento de reflexão. Para os cristãos, essa é uma data muito importante, pois celebra o nascimento de Jesus. Por isso, as celebrações religiosas, os musicais e as reflexões, giram em torno da esperança e da fé, sentimentos que norteiam a caminhada espiritual e o aperfeiçoamento nas boas práticas com o próximo, em qualquer época do ano.

Entre as decorações natalinas, a montagem de presépios é um ritual que une beleza e religiosidade. A cena cristã, que retrata o nascimento de Jesus, é reproduzida seguindo os relatos bíblicos: Maria, José, os Reis Magos, os Pastores e os animais, adoram o Menino Deus, recém-nascido em uma manjedoura.

A montagem de presépios, iniciada por São Francisco de Assis, ganhou espaço nas comemorações natalinas e, hoje, enfeitam centros comerciais, igrejas e os lares. Artistas e artesãos usam a criatividade e diversos materiais e técnicas na confecção dos presépios.

Aos amantes dessa arte, deixo uma dica! O Museu de Cultura Popular, do Forum  da Cultura da UFJF, exibe até o dia 20 de janeiro, a 28ª edição da mostra “Presépios”. A tradicional exposição reúne presépios oriundos de vários países. As visitações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 14 às 18h, com exceção dos dias 23 e 30 de dezembro, pois a casa estará fechada, por motivo de recesso. O endereço é Rua Santo Antônio, 1112, centro, Juiz de Fora – MG. Outras informações (32) 3215-3850.

Confiram algumas fotos; a exposição está lindíssima!

 

15577525_1319625691410479_306162648_n 15592471_1319625671410481_856841324_n 15570884_1319622374744144_382077908_n

Nova roupagem

Sou daqueles que acreditam que a vida é composta de ciclos e também concordo com o Eclesiástico de que “pra tudo há um tempo na vida”. Procuro aprender com as lições aplicadas pela professora Vida.”Há tempo de plantar, tempo de colher. Tempo de rir e tempo de chorar. Tempo de se aproximar e tempo de se distanciar”.

Nem sempre concordo com a lição, mas tento me ajustar com o que a vida me dá. Se me der um limão, faço uma limonada. Se me der 3 xícaras de fubá, faço uma deliciosa broa mineira, e depois sirvo com um cafezinho coado em coador feito de flanela, se me der….

Tudo isso pra dizer que vou mudar o foco do meu blog. Há 8 anos posto matérias sobre cultura, fotos, eventos e até me arrisco a dar opinião sobre algum assunto. Agora, além dessas atividades, pretendo contar um pouco sobre a minha vida e  sobre a minha visão de mundo.

Não sei se será interessante, não sei se você irá gostar das minhas divagações. Leia uma ou duas histórias e tire sua conclusão. Como não sou baú pra guardar segredos, e como sou discreto com minha vida, não sei se conseguirei falar da vida publicamente. Tentarei levantar moderadamente o fino véu e externalizar minhas vivências e óticas. Se não conseguir, paro tudo, recalculo minha rota, e sigo novos caminhos. A vida é assim, como um rio que corre em direção ao mar. Segue o fluxo.