Arquivo da tag: samba

Zezé do Pandeiro recebe homenagem na Câmara de Juiz de Fora

Com o Plenário da Câmara Municipal de Juiz de Fora lotado, o sambista José Almada Moreira, o Zezé do Pandeiro, recebeu na noite desta terça-feira, 15, o título de Cidadão Benemérito de Juiz de Fora. A honraria é decorrente de uma Lei de autoria do vereador Wanderson Castelar (PT). A cerimônia, marcada por muita emoção e aplausos, contou com a presença amigos, convidados e personalidades do samba e do carnaval. Entre os ilustres: o sambista Edinel, Régis da Vila, Fernando Baldioti, o carnavalesco Fábio Esteves, as cantoras Alessandra Crispin e Mírian Rosa e o colunista Eduardo Gomes.

Após a cerimônia, o homenageado recepcionou os convidados com elegante jantar, no Salão Social do Tupi. Uma noite brilhante regada por muito samba e emoção! Parabéns, Zezé.

20160315_201701

20160315_195535

 

20160315_225954[1]

Em destaque, ao centro, a elegante Neide Almada

20160315_231232[1]

Parceria no samba: Zezé e Edinel cantando composições que marcaram histórias

Messias Matheus com o homenageado Zezé do Pandeiro

Zezé e Emerson Porcino

Zezé e Emerson Porcino

Mírian Rosa, Zezé do Pandeiro e Alessandra Crispin

Mírian Rosa, Zezé do Pandeiro e Alessandra Crispin

Débora Almada e Messias Matheus

Débora Almada e Messias Matheus

Messias Matheus, Mírian Rosa, Alessandra Crispin e Emerson Porcino

Messias Matheus, Mírian Rosa, Alessandra Crispin e Emerson Porcino

20160315_230053[1]

Carnaval 2015: Escolas de Samba do grupo A se apresentam na Passarela do Samba

A elite das escolas de samba de Juiz de Fora/MG apresentou  seus enredos, na noite deste sábado, dia 07, na Passarela do Samba montada na Avenida Brasil, próximo ao Museu Mariano Procópio. O público que lotou camarotes e arquibancadas mais os não pagantes que assistiram as apresentações na concentração e dispersão, puderam conferir as produções das seis agremiações do grupo A (Unidos das Vilas do Retiro, Feliz Lembrança, Unidos do Ladeira, Real Grandeza, Juventude Imperial e Turunas do Riachuelo). Confiram o resumo sobre os desfiles.

1- Unidos das Vilas do Retiro

Com o enredo “Assombrações”, a escola abriu os desfiles da noite trazendo para a avenida personagens folclóricos e mitológicos como mula sem cabeça, bruxas, alma penada e Pandora. Foi muito lindo ver a alegria e a força da comunidade, que independente dos resultados, apresentou seu trabalho e fez sua participação na festa mais popular do nosso país.

20150207_220923

20150207_22070120150207_220217

Feliz Lembrança

2- Feliz Lembrança

A Feliz Lembra apresentou o enredo “Com um sorriso Feliz, uma linda Lembrança… O bom menino não faz pipi na cama”, homenagem ao centenário do palhaço Carequinha. A agremiação da zona norte trouxe uma profusão de cores para contextualizar o dia a dia dos personagens circenses como palhaços, bailarinas, mágicos e equilibristas. Feliz Lembrança veio para o grupo A e merece ficar para sempre… Linda, linda, linda!

20150207_231644 20150207_231029

 3- Unidos do Ladeira

Terceira escola a se apresentar, a Unidos do Ladeira compareceu com luxo e requinte por meio de seu enredo “Ladeira abre os portões da imaginação e viaja com você no mundo encantado”. Além das alegorias bem elaboradas, a bateria Esquadrão Choque Nervoso, do mestre Nem, dá um show a parte.  A escola carrega consigo a tradição, organização e postura de campeã; o que torna a disputa, a cada ano, mais difícil para as concorrentes.

LadeiraLadeira120150208_00022920150208_0008524 – Real Grandeza

Também abordando o centenário do palhaço Carequinha, a Real Grandeza, na minha opinião, apresentou o melhor samba-enredo do Carnaval de 2015. “Tá certo ou não tá? Numa explosão de cores, Real Grandeza entrega flores ao palhaço da nossa gente: Carequinha centenário de alegria”; trouxe uma composição poética de letra e harmonia, fácil de cantar e alegre por essência. Belíssimas alegorias e fantasias, foliões felizes e com samba “na ponta da língua”, pena que a escola teve que passar correndo, do setor 13 pra frente, pra não estourar o tempo. Aplausos para a comissão de frente, que transportou toda a magia do circo para a Passarela do Samba.

Real GrandezaReal Grandeza

20150208_012747

20150208_012246

 5 – Juventude Imperial

Quem disse que a chuva tirou a animação da Juventude Imperial? Penúltima agremiação a se apresentar, a verde e branco do Furtado trouxe o nordeste para a Passarela do Samba, ao homenagear Luiz Gonzaga por meio do enredo “A Juventude convida a realeza, que beleza tem festança no sertão pra coroar o rei do baião”. Mesmo debaixo de um toró, os foliões mostraram a que veio e foram aplaudidíssimos pela plateia. Não me canso de dizer que a Juventude Imperial faz jus ao nome, pois percebemos que é a escola do grupo A que possui maior participação de jovens, adolescentes e crianças; isso é sinal de renovação e continuidade. Apesar da animação contagiante, sentimos falta dos intérpretes queridos do público, Flavinho da Juventude e Sandra Portella. No mais, como diz Flavinho: “Quem taí? Valeu minha Juventude; vamos lá Morro Fumegante!”20150208_021413

20150208_022338
20150208_021818

 Juventude

 

 

 

 

 

 

 

 

6 – Turunas do Riachuelo

Encerrando os desfiles da noite, a Turunas do Riachuelo, primeira escola de samba fundada em Minas e a quarta do país, apresentou o enredo “O sol nasceu para todos, ser diferente é ser normal”. Antenada com os temas da atualidade, a pioneira abordou o combate à toda forma de preconceito e discriminação. “Turunas canta sem preconceito/é desse jeito o meu Carnaval/sob a luz da igualdade/ser diferente é normal”, enfatizava o refrão do samba-enredo. Parabéns à escola pela abordagem criativa do tema; em tempo de intolerâncias, a arte e a cultura prestam o serviço de combater a violência e o preconceito em todos os níveis. Turunas é Turunas!

20150208_032946

20150208_032930

 

turunas1Turunas

 

20150201_222151

Thiago Miranda e Raimundo de Lima vencem o 5º Concurso de Marchinhas de JF

Com a marchinha “Eva e Adão no Paraíso”, os compositores Thiago Miranda e Raimundo de Lima conquistaram o primeiro lugar no 5º Concurso de Marchinhas Carnavalescas de Juiz de Fora/MG – Prêmio Nilton Cocada, realizado na noite deste domingo, dia 01, no Clube Sírio e Libanês. Além de compor, a dupla interpretou a canção que conta de forma humorada e irreverente, a história sobre a criação do homem e da mulher e a tentação da serpente que concebeu o pecado no mundo. Além do primeiro lugar, Thiago e Raimundo faturaram também o título “Melhor intérprete”.Nely

“Estou muito emocionada; por essa eu não esperava”, disse a compositora e intérprete Nely Gonçalves ao receber o troféu pela segunda colocação. Com a marchinha “Doce Mentira”, a autora  que reside em São João Nepomuceno/MG, apresentou, em seu enredo, os truques e as técnicas de beleza utilizadas pelas mulheres em busca de corpos perfeitos. Esta é a segunda vez que Nely se classifica entre os três melhores; em 2014, a compositora são-joanense alcançou a terceira posição com a música “A Mulher e o B.O”.

A marchinha “Amor no Facebook”, do compositor Ricardo Barroso com interpretação de Giuliana Giudice alcançou a terceira colocação na competição. Dialogando com as transformações digitais e os efeitos das mídias sociais no comportamento da sociedade atual, a marchinha conquistou os votos dos jurados e animou a plateia.

20150201_221249

De acordo com a assessoria da Funalfa, que é a organizadora do evento, neste ano 41 marchinhas foram inscritas sendo que 12 foram classificadas para a final. A marchinha “É o Salário”, do compositor Ivaldo Filho, de Cataguases, foi desclassificada da competição pois o autor não apresentou intérprete para a mesma, conforme exigia o regulamento do concurso.

Além de troféus, os vencedores ganharam prêmios em dinheiro:  R$ 1.500,00 para o primeiro lugar, R$ 1.000,00 para o segundo e R$ 800,00 para o terceiro lugar e para o melhor intérprete.  A edição deste ano homenageou mestre Nilton Cocada, compositor e músico que contribuiu para o desenvolvimento do samba e do Carnaval de Juiz de Fora.